A Web que vimos crescer

Para os jovens de 12 a 18 anos, é difícil imaginar um mundo sem a internet. É ainda mais complicado tentar pensar que, na virada de ano de 2009 para 2010, especialistas nos fizeram acreditar que haveria o chamado “bug do milênio” – que seria uma sobrecarga de informações que daria o reset em todos os computadores do mundo. Parece loucura, mas aconteceu.

A sociedade como conhecemos atualmente parece perfeita, em relação à internet. Ainda mais a rotina daquele jovem de 12 a 18 anos: depois do colégio, chegar em casa e ligar o computador para ver um vídeo no YouTube, passar fotos que tirou do celular para o computador, enquanto entra no MSN ou atualiza o Twitter e deixa um scrap para o amigo no Orkut. Coisa demais? Não, é tudo muito prático e comum para qualquer um daquela idade.

Em 2004, nasciam ferramentas que fariam história, mudariam vidas e o jeito jovem de se expressar. Orkut e Facebook surgiram neste ano e, ainda no ano seguinte, o YouTube vinha para se tornar o maior site de hospedagem de vídeos do mundo. Com o poder da web que foi eleito Barack Obama, redes sociais e programas facilitaram a comunicação entre usuários ao redor do mundo e nela circulam informações, notícias, e pessoas produzem e consomem conteúdo de todo o tipo. Atualmente, Facebook tem mais de 500 milhões de usuários, Orkut, 100 milhões e Twitter, 75 milhões em todo o mundo.

Foram por esses e outros inúmeros motivos que internautas se mobilizaram para indicar Internet ao Prêmio Nobel da Paz, no início de 2010. Passo após passo, estamos vendo o crescimento da web. Daquela que vimos crescer, e aquela que queremos ver.

INTERNET FOR PEACE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s