Encontro de Blogueiros Publicitários discute tendências e transformações na comunicação

Acontece no dia 16 de outubro o 3º Encontro de Blogueiros Publicitários – o EBP 2010 – organizado pelos publicitários Gabriel Jacob e Guilherme Cury. O evento pretende reunir profissionais e estudantes de comunicação interessados em novas mídias e dispostos a discutir as principais tendências da comunicação. Entre os destaques deste ano estão os palestrantes Ricardo Cavallini, VP Convergência da Fischer+Fala!, e Marcelo Tripoli, CEO da iThink.

“O objetivo é concentrar, num espaço único e democrático, profissionais, estudantes de comunicação e formadores de opinião para debater as principais transformações ocorridas no universo da comunicação. A proposta é gerar uma troca de idéias e experiências e transformar o encontro em um grande celeiro de oportunidades”, afirma Gabriel Jacob, que também é Analista de Tendências e Supervisor de Planejamento Digital da Fischer+Fala!.

Além de Cavallini e Tripoli, também estão confirmadas as participações de palestrantes e panelistas como Alon Sochaczewski (Sinc), Fernand Alphen (F/Nazca), Guilherme Loureiro (Talent), Mitikazu Lisboa (Hive), Miguel Dorneles (FOX), Eric Messa (Faap),  Leo Xavier e Terence Reis, ambos da Pontomobi.  De acordo com a organização, outros nomes ainda devem integrar a programação do evento.

Entre as novidades, o EBP 2010 contará com um oferecimento especial das empresas Telefônica e Vivo. Sucesso das outras edições, o tradicional NOB (Nerds On Beer), uma espécie de Happy Hour de geeks e publicitários, contará com o patrocínio da cerveja Heineken e será realizado no Piola da Praça Vilaboim, em Higienópolis.

Para inscrever-se acesse o site: www.ebp2010.com.br

EBP 2010 (Encontro de Blogueiros Publicitários)

Dia: 16 de outubro de 2010

Local: FAAP (Faculdade Armando Álvares Penteado)

Site: www.ebp2010.com.br

Contato: contato@ebp2010.com.br

Anúncios

A Web que vimos crescer

Para os jovens de 12 a 18 anos, é difícil imaginar um mundo sem a internet. É ainda mais complicado tentar pensar que, na virada de ano de 2009 para 2010, especialistas nos fizeram acreditar que haveria o chamado “bug do milênio” – que seria uma sobrecarga de informações que daria o reset em todos os computadores do mundo. Parece loucura, mas aconteceu.

A sociedade como conhecemos atualmente parece perfeita, em relação à internet. Ainda mais a rotina daquele jovem de 12 a 18 anos: depois do colégio, chegar em casa e ligar o computador para ver um vídeo no YouTube, passar fotos que tirou do celular para o computador, enquanto entra no MSN ou atualiza o Twitter e deixa um scrap para o amigo no Orkut. Coisa demais? Não, é tudo muito prático e comum para qualquer um daquela idade.

Em 2004, nasciam ferramentas que fariam história, mudariam vidas e o jeito jovem de se expressar. Orkut e Facebook surgiram neste ano e, ainda no ano seguinte, o YouTube vinha para se tornar o maior site de hospedagem de vídeos do mundo. Com o poder da web que foi eleito Barack Obama, redes sociais e programas facilitaram a comunicação entre usuários ao redor do mundo e nela circulam informações, notícias, e pessoas produzem e consomem conteúdo de todo o tipo. Atualmente, Facebook tem mais de 500 milhões de usuários, Orkut, 100 milhões e Twitter, 75 milhões em todo o mundo.

Foram por esses e outros inúmeros motivos que internautas se mobilizaram para indicar Internet ao Prêmio Nobel da Paz, no início de 2010. Passo após passo, estamos vendo o crescimento da web. Daquela que vimos crescer, e aquela que queremos ver.

INTERNET FOR PEACE